sábado, 3 de dezembro de 2011

Pensamentos perdido #1

O tempo leva e trás muitas coisas como ele. Tal como apaga e volta a desenhar objectivos etapas entre muitas outras coisas.
Já tinha os meus objetivos traçados para algum tempo mas o tempo fez questão de os apagar e volta-los a escrever novamente! Justo? Não me parece... Porque o faz? Não sei...
Estava tão bem quietinha no meu canto... Quando algo me veio bater á porta! Costumam dizer que quando a gente menos espera é que elas acontecem, não é? O tempo prega destas partidas ás pessoas!
Não sei se a culpa é do tempo ou das acções das pessoas... Se calhar de ambos, o tempo avança e as pessoas mudam... Agora a questão é mudam ou foram influênciadas para?
Sempre ouvi dizer que as pessoas não mudam mas sim adaptam ás circunstâncias da vida. Se é assim porque é que algumas parecem mudar? Outras surpeendem-me e mudam da noite para o dia (parece que levaram uma anastesia comportamental ou algo do género!)... Outras mudam porque percisam de algo para lhes levantar o EGO então chateiam outras pessoas... Outras quando as conhecemos em determinado tempo tinham ideais, quando a voltamos a ver esses ideais foram-se e renasceram outros completamente diferentes... Ainda existem as outras parecem intocáveis como o tempo não mudam!
Como é que é possivel haver tanta maneira diferente de reagir ao "tempo"?
Como é possivel conseguir lidar com a maneira do tempo nos trazer e roubar as coisas sem pedir autorização para o fazer? Como é possivel conseguirmos-nos adaptar a isso?
COMO!!!!???

4 comentários:

Sara sem Sobrenome disse...

Oh pá, não sei. Também gostava de saber, na verdade... mas não sei. Infelizmente!

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Gostei da narrativa. O tempo é o nosso melhor conselheiro.

Nice disse...

Bem, estavas inspirada :p

Sabes, tudo ajuda a que as pessoas mudem: o tempo, as convivencias diárias, as companhias, as desilusões, as alegrias, enfim TUDO. E sabes porque é que depois os outros, ou nós próprios estranhamos que os outros tenham modificado? Porque simplesmente já não estamos tão ligados com essa pessoa, porque aqueles tempos em que passamos imenso tempo com elas já não existe. Simplesmente estranhos porque de certa forma já não fazemos parte do dia a dia delas, e por isso a que nos desiludimos. Ou então porque as colocamos num ponto bem alto, superior aquilo que elas merecem, e quando abrimos os olhos percebemos o quão enganados estavamos.

Enfim, ninguém é perfeito, não se pode agradar a todos, não podemos gostar de tudo. As pessoas vão e vem, e é isso que constrói uma vida cheia de coisas novas, de momentos bons e maus!
Vou-me masé calar que já tou a falar muito. bjinho

Corina de Oliveira disse...

Lindíssimo :) e em resposta: com tempo. É cliché, eu sei mas é a verdade.